POR UM ENSINO, NO MÍNIMO, MÉDIO!

Júlio Furtado Uma Medida Provisória lançada em 22 de agosto causou um alvoroço nas redes sociais e nos meios educacionais, quando, de forma pouco democrática, flexibilizou o currículo do Ensino Médio, abrindo as possibilidades de torna-lo mais eficaz e mais próximo das necessidades da faixa etária de seus alunos. O alarde foi muito mais provocado